A cada 10 lesões infantis por abuso



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Cada décimo ferimento em crianças é causado por abuso

Cada décimo ferimento em crianças é causado por abuso ou abuso. O diretor médico do Olgahospital em Stuttgart, Andreas Oberle, aponta isso para a agência de notícias "dpa". No entanto, não há números exatos. Os médicos descobriram que a negligência infantil é mais frequente do que o abuso físico, disse Oberle.

Abuso e negligência geralmente são resultado de abuso infantil avassalador e negligência não é incomum. "Assumimos que dez por cento das crianças que chegam até nós com ferimentos foram abusadas", relata o pediatra. Especialmente para médicos que não são regularmente confrontados com esses casos, é um desafio distinguir um acidente de um abuso físico. É necessário treinamento para isso. A abertura do "Centro de Competência em Proteção à Criança em Medicina" em Ulm poderia dar uma contribuição importante.

Os médicos teriam que se certificar de não deixar crianças abusadas sozinhas com seus problemas. "Em tal situação, não seria suficiente ver simplesmente que uma lesão se recupera bem novamente", explica Oberle. “Os pais que abusam de seus filhos não são criminosos desprezíveis, mas muitas vezes são famílias simplesmente sobrecarregadas.” Muitas vezes, eles só precisavam de contatos de quem pudessem obter conselhos e apoio. O pediatra deixa claro o quanto é importante criar redes às quais os médicos poderiam recorrer caso sejam suspeitos. Podem ser, por exemplo, equipes de proteção à criança nos hospitais ou contatos no escritório de assistência à juventude.

Como Oberle relata, os médicos seriam confrontados com crianças negligenciadas com muito mais frequência do que crianças vítimas de abuso físico. "Se os médicos perceberem que as crianças não são bem cuidadas, andam com sapatos de inverno no verão ou não têm material de brincar adequado à idade, isso pode indicar que os pais não estão dando à criança o que ela precisa na idade". Ofertas de ajuda.

O abuso sexual de crianças, por outro lado, é algo completamente diferente. Os autores não são pais oprimidos, mas adultos que usam sua posição de poder para satisfazer suas necessidades sexuais.

O abuso pode causar danos cerebrais De acordo com um estudo realizado por cientistas americanos, o abuso infantil também pode ser demonstrado na idade adulta. Para sua investigação, a equipe liderada por Martin Teicher, de Belmont, da Harvard Medical School, no estado americano de Massachusetts, avaliou imagens do cérebro dos participantes do estudo. Verificou-se que aqueles que sofreram maus-tratos na infância tinham uma área de hipocampo menos desenvolvida do que outros. Essa parte do cérebro é responsável por emoções, entre outras coisas.

O abuso físico e mental na infância pode desencadear traumas graves. Para lidar com isso, muitas vezes é necessária psicoterapia ambulatorial e hospitalar prolongada. Alguns pacientes também tomam remédios para lidar com sua vida cotidiana. Como mostra a investigação dos cientistas, o abuso pode causar distúrbios no desenvolvimento do cérebro do paciente. Teicher e sua equipe suspeitam que os afetados sejam mais suscetíveis a doenças mentais por esse motivo. ag)

Imagem: Helene Souza / pixelio.de

Informação do autor e fonte



Vídeo: LESÕES SUGESTIVAS DE ABUSO INFANTIL - PRIMEIROS SOCORROS


Artigo Anterior

Risco de ataque cardíaco reduziu taxas de mortalidade

Próximo Artigo

Demência: abordagem holística do tratamento